Notícia

Este teste pode mostrar se as mulheres desenvolverão câncer de mama nos próximos dez anos

Este teste pode mostrar se as mulheres desenvolverão câncer de mama nos próximos dez anos



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Médicos tiveram grande sucesso no diagnóstico de câncer de mama
Agora, os pesquisadores desenvolveram um teste que pode determinar se as mulheres têm alto risco de recorrência do câncer de mama nos próximos dez anos. Esse teste pode ajudar a avaliar o risco de câncer em pacientes individuais mais de perto, oferecendo-lhes monitoramento médico ou tratamento preventivo.

Os pesquisadores do Institute of Cancer Research, Londres, descobriram que um teste recém-desenvolvido pode prever efetivamente o câncer de mama recorrente. Os médicos divulgaram um comunicado de imprensa sobre os resultados de seu estudo.

Pesquisadores analisam amostras de tecido de quase 1.200 mulheres
Em seu estudo, os especialistas procuraram os chamados hotspots de células imunes dentro e ao redor dos tumores. Eles descobriram que as mulheres com um número alto de hotspots têm maior probabilidade de recidiva devido ao câncer de mama. Para o estudo, os pesquisadores analisaram as amostras de tecido de um total de 1.178 mulheres com a forma mais comum de câncer de mama - câncer de mama positivo para receptores de estrogênio.

Pontos de acesso de células imunes existentes levaram a um risco aumentado
Uma ferramenta de computador recém-desenvolvida foi usada para avaliar as amostras coletadas como parte de um estudo clínico do Royal Marsden NHS Foundation Trust e de outros hospitais no Reino Unido. Os especialistas descobriram que mulheres com hotspots de células imunes eram 25% mais propensas a ter câncer de mama nos 10 anos seguintes ao início do tratamento. O risco de retorno do câncer em cinco anos foi 23% maior em mulheres com hotspots de células imunes.

O teste ajuda você a tomar decisões sobre o curso certo de tratamento
Uma vez validado, o novo teste pode ser usado para prever o risco de recaída do câncer e tomar decisões sobre o curso correto do tratamento, explicam os cientistas. Uma melhor compreensão do sistema imunológico no câncer de mama pode ajudar no futuro a entender por que certas imunoterapias funcionam em alguns pacientes, mas permanecem ineficazes em outros pacientes. Dessa forma, novos objetivos terapêuticos para imunoterapia podem ser determinados, dizem os pesquisadores.

Mais pesquisas são necessárias
A nova ferramenta automatizada de computador permite que o risco de recaída seja avaliado com base nas células organizadas espacialmente. Dessa forma, também pode ser determinado se as células imunológicas estão combinadas no tumor ou não, explicam os especialistas. Agora, são necessários estudos maiores e maiores antes que um teste de hotspot imunológico chegue às clínicas.

Teste mostra padrões que não podem ser reconhecidos ao microscópio
As amostras utilizadas em nosso estudo já fazem parte da prática clínica. Isso significa que implementar um teste de hotspot imunológico seria relativamente fácil e barato, dizem os cientistas. Já existem vários testes moleculares usados ​​para tratar mulheres com câncer de mama precoce, mas nenhum deles se concentrou nos aspectos imunológicos da doença. O novo teste baseado em computador analisa automaticamente amostras de câncer de mama e mostra padrões que não podem ser vistos ao microscópio com o olho humano. No futuro, o teste poderá nos permitir identificar os pacientes com maior risco de recaída após a terapia hormonal e, assim, alterar o tratamento dos afetados.

O sistema imunológico desempenha um papel fundamental nos tratamentos hormonais para o câncer de mama?
É provável que o sistema imunológico tenha um papel fundamental na forma como o câncer de mama responde ao tratamento hormonal, explicam os cientistas. Medir a resposta imune ao câncer pode ser importante no futuro para identificar pacientes que se beneficiam da imunoterapia. (Como)

Informação do autor e fonte



Vídeo: Mulher jovem pode ter câncer de mama? Qual o exame de rastreamento antes dos 40 anos? (Agosto 2022).