Notícia

Macarrão instantâneo industrial não saudável e extremamente difícil de digerir

Macarrão instantâneo industrial não saudável e extremamente difícil de digerir



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Macarrão instantâneo muito difícil de digerir
O macarrão instantâneo japonês, também chamado de ramen, também é uma tendência absoluta na Alemanha. Aparentemente, o macarrão é tudo menos saudável, como uma equipe de médicos liderada pelo médico Braden Kuo, do Hospital Geral de Massachusetts, encontrada em uma investigação. Segundo os cientistas, o ramen exerce uma pressão maior sobre o organismo humano do que se pensava anteriormente. Em um resumo, dizia: "O macarrão é um" perigo real "para a saúde" 32.

Como parte de uma série de experimentos, o médico Braden Kuo, do Hospital Geral de Massachusetts, administrou macarrão ramen a um sujeito. Além disso, o sujeito do teste engoliu uma pequena min sonda que documentava o processo digestivo. No segundo teste, a pessoa comeu macarrão de massa preparado na hora. Novamente, a câmera foi enviada em uma jornada digestiva.

"Embora o experimento não seja um estudo de padrões científicos, ainda é relevante em sua afirmação", enfatiza o diretor do estudo Kuo. Porque as gravações mostraram que o consumo era "preocupante" em comparação. Foi demonstrado que os efeitos de "alimentos altamente processados" processados ​​com muitos aditivos químicos são potencialmente prejudiciais à saúde. Isso inclui, por exemplo, o antioxidante E319 ou glutamato, encontrado em muitos alimentos instantâneos.

Grandes diferenças na digestão foram observadas no vídeo. Depois de uma ou duas horas, o macarrão instantâneo foi significativamente menos processado que o macarrão fresco. "Vimos o estômago se contrair repetidamente para digerir o macarrão", relata Kuo. O macarrão foi digerido muito rapidamente e não causou problemas para o estômago.

Já em 2014, um estudo científico minucioso apontou as consequências para a saúde do consumo frequente de macarrão instantâneo. Como relatam os cientistas da revista "Journal of Nutrition", o consumo frequente dessas refeições acarreta o risco de desenvolver a chamada síndrome metabólica.

Para o estudo, os cientistas examinaram os hábitos alimentares de mais de 10.700 homens e mulheres sul-coreanos entre 19 e 64 anos de idade. Alguns dos participantes preferiram comer arroz, peixe, legumes e frutas. A outra parte, no entanto, principalmente de carne, frituras e fast food, incluindo macarrão instantâneo. O que havia de novo para os cientistas era que há uma conexão entre o consumo dessas refeições e doenças cardíacas. Por exemplo, mulheres que comiam macarrão instantâneo mais de duas vezes por semana tinham muito mais chances de desenvolver a síndrome metabólica. Seu risco aumentou em 70%.

O "quarteto mortal"
A síndrome metabólica, também conhecida como "quarteto mortal", é caracterizada por obesidade abdominal (obesidade), pressão alta, níveis elevados de lipídios no sangue e resistência à insulina, que é a principal causa do diabetes tipo 2. Esses fatores, por sua vez, podem promover doenças como arteriosclerose (endurecimento das artérias), doença arterial coronariana ou ataque cardíaco. De acordo com a revista “livescience”, mesmo entre as mulheres mais jovens e magras que praticavam muito esporte, foi feita a ligação entre comer macarrão instantâneo e o risco de síndrome metabólica.

Alto teor de ácidos graxos saturados e sódio
A equipe liderada por Hyun Shin, da Escola de Saúde Pública de Harvard, em Boston, entre outras coisas, é responsável por uma alta proporção de ácidos graxos saturados e sódio. Além disso, o macarrão contém muitas calorias e carboidratos simples. A razão pela qual essa conexão não existe nos homens não parece ser claramente esclarecida. Os pesquisadores assumem que existem disposições diferentes entre os sexos, como hormônios sexuais e metabolismo. (de Anúncios)

Informação do autor e fonte



Vídeo: 6 Alimentos que Causam Câncer CUIDADOS e DICAS (Agosto 2022).